in ,

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

A cada ano surgem grandes descobertas cientificas. O ano de 2017 trouxe descobertas e avanços nas mais variadas áreas do conhecimento. Separamos os 10 melhores momentos da ciência em 2017.

Enquanto a terra completa uma volta em torno do sol, muitas coisas acontecem na superfície do nosso planeta. O ano de 2017 não foi uma exceção. Para a ciência, 2017 foi um ano repleto de descobertas científicas nas mais variadas áreas.

Descobrimos que somos mais velhos do que esperávamos, planetas com as características da terra, dinossauros conservados e evoluções na luta contra o câncer. Aqui estão os melhores momentos científicos do ano. Confirma as 10 maiores descobertas cientificas de 2017.

Os cientistas mantiveram o crescimento de um cordeiro em um útero artificial

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Pode parecer ficção cientifica, mas os cientistas conseguiram cultivar fetos de cordeiro até o nascimento em úteros artificiais. Os fetos foram mantidos nesses ambientes artificiais por até quatro semanas até o momento do seu nascimento. Esta tecnologia poderia ter grandes benefícios para bebês humanos nascidos prematuramente.

A NASA descobriu um número recorde de planetas com as mesmas características da terra em torno de uma estrela anã.

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Em fevereiro de 2017, o telescópio espacial Spitzer da NASA revelou o primeiro sistema conhecido de sete planetas do tamanho da Terra em torno de uma única estrela, que está localizada a 39,6 anos-luz do sol. Denominado TRAPPIST-1 , este sistema estrela contém três planetas que estão na chamada zona habitável, o que poderia fornecer condições adequadas para a existência de água e vida extraterrestre. Estaríamos mais próximos de encontrar vida fora da terra.

Recebemos a visita de um asteroide interestelar em nosso sistema solar

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Em 18 de outubro de 2017, os astrônomos descobriram o primeiro objeto interestelar a passar por nosso sistema solar: um asteroide chamado A / 2017 U1 . Em 14 de novembro de 2017, ganhou novo nome, Oumuamua , que significa “um mensageiro de longe chegando primeiro”.

A Sonda Cassini fez o seu mergulho nos anéis de saturno

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Em um dos esforços mais ambiciosos da NASA a sonda espacial Cassini. A nave espacial de 20 anos capturou imagens deslumbrantes de Saturno e suas luas antes de mergulhar em seu desaparecimento, ajudando a transformar o que sabíamos sobre a Sistema Saturno.

A técnica CRISPR foi utilizada pela primeira vez em embriões humanos

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Essa também parece coisa vinda de filmes de ficção cientifica. CRISPR é uma técnica que permite que os cientistas façam edições de precisão em qualquer DNA. Este ano, cientistas relataram a alteração seletiva de genes em embriões humanos, para correção de mutações no DNA. Um dia, o CRISPR poderia ser nosso ingresso para curar todos os distúrbios genéticos.

Cientistas transformaram hidrogênio em metal

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Cientistas Norte Americanos conseguiram em 2017 fazer o que muitos cientistas tentaram fazer por quase 100 anos – criar o hidrogênio metálico. Pode parecer algo insignificantes mas as consequências dessa descoberta são inigualáveis, porque isso pode criar computadores mais rápidos, ferrovias com levitação e grandes avanços no uso de energia. Os pesquisadores usaram apenas uma amostra muito pequena e estão investigando se o processo pode ser ampliado.

A descoberta do oitavo continente

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Em 2017 os cientistas encontraram um novo continente completamente submerso no sudoeste do Oceano Pacífico. O continente foi apelidado de Zelância! Apesar de 94% da sua massa terrestre estar subaquática, os cientistas apresentaram evidência de que a Zelândia pode se tornar o oitavo continente mundial.

Descobrimos que os seres humanos são mais velhos do que pensávamos

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Em 2017 , o antropólogo Jean-Jacques Hublin e sua equipe do Instituto Max Planck encontraram ossos antigos provenientes de pessoas que viveram cerca de 300.000-350.000 anos atrás. Este achado sugeriu que o primeiro Homo sapiens apareceu mais de 100 mil anos antes do que pensávamos, e em um lugar que ninguém realmente esperava: Marrocos.

Cientistas descobriram alguns dinossauros incrivelmente bem preservados

O dinossauro Zuul, que recebeu esse nome após o filme Os Caça-Fantamas, de 1984, foi desenterrado no estado americano de Montana este ano. É uma das espécies mais complexas já descobertas, pois eram dinossauros que tinham uma espécie de blindagem natural, como lagartos. O mais impressionante é que a cauda e o crânio estavam intactos.

SpaceX fez o primeiro foguete reutilizável da história

As 10 maiores descobertas cientificas de 2017

Em 2017 a empresa SpaceX fez algo que ninguém nunca fez antes: lançou em órbita um foguete parcialmente utilizado. Isso representa um grande passo em direção à redução de preços que possibilitaria enviar cargas pagas para o espaço. Para Elon Musk, o bilionário fundador da companhia, conseguir reutilizar foguetes várias vezes é passo essencial para que seu sonho de mandar pessoas para Marte seja viável.

Não pode beber café de estomago vazio

Por que não se deve beber café de estômago vazio?

Os erros mais comuns que as pessoas fazem no banho

Os erros mais comuns que as pessoas fazem no banho