Coruja Feed
identidade de gênero nas crianças
Início » Quando as crianças desenvolvem sua identidade de gênero?

Quando as crianças desenvolvem sua identidade de gênero?

A identidade de gênero da maioria das crianças está alinhada com seu sexo biológico.

Para a maioria das crianças, ser menino ou menina é algo que muito natural. No momento do nascimento, os bebês são determinados se pertencem ao sexo masculino ou feminino, com base em suas características físicas. Isso se refere à ideologia de gênero da criança.

A identidade de gênero da maioria das crianças está alinhada com seu sexo biológico. No entanto, para algumas crianças, a correspondência entre sexo biológico e identidade de gênero não é muito clara.

Este artigo discute o desenvolvimento típico da identidade de gênero e como pais e familiares podem promover o desenvolvimento saudável da ideologia de gênero em crianças. É importante lembrar que toda criança é única e pode crescer em um ritmo diferente.

Quando a identidade de gênero se desenvolve nas crianças?

Com cerca de dois anos de idade, as crianças estão cientes das diferenças físicas entre meninos e meninas. Antes do terceiro aniversário, a maioria das crianças se identifica facilmente, seja como menino ou menina.

Aos quatro anos de idade, a maioria das crianças se sente estável com sua identidade de gênero. Mais ou menos nessa fase da vida, as crianças aprendem comportamentos e papéis de gênero: que significa fazer “coisas que os meninos fazem” ou “coisas que as meninas fazem “.

Por exemplo, uma menina pode brincar de bonecas e de casinha. Enquanto, um menino pode participar de jogos mais ativos e desfrutar de soldados de brinquedo, bola, blocos e caminhões de brinquedo.

O que os pais podem fazer para promover o desenvolvimento da identidade de gênero de uma criança?

É necessário que todas as crianças tenham a oportunidade de explorar diferentes papéis de gênero e diferentes estilos de brincadeira.

Certifique-se de que o ambiente da criança reflita uma diversidade de papéis e que promova oportunidades para todos. Aqui estão algumas ideias:

  • Estimular a leitura de livros infantis ou quebra-cabeças que mostram homens e mulheres em diferentes papéis e sem estereótipos de gênero (por exemplo, pais que cuidam da casa, mães que trabalham como enfermeiras ou policiais).
  • Permita que a criança brinque com uma grande variedade de brinquedos incluindo: bonecas, carrinhos, figuras de ação, blocos, etc.
  • Quando completam seis anos de idade, a maioria das crianças iniciam a prática de esportes e outras atividades associadas ao gênero. É importante permitir que as crianças escolham quais esportes e outras atividades desejam participar.

Como uma criança normalmente expressa sua identidade de gênero?

Além dos brinquedos, jogos e esportes que escolhem, as crianças geralmente expressam sua identidade de gênero das seguintes formas:

  • Roupas e corte de cabelo
  • Nome preferido ou apelido
  • Comportamento social que reflete vários graus de agressão, dominação, dependência e afabilidade.
  • Estilo de comportamento e gestos físicos e outras ações não-verbais identificadas como masculinas ou femininas.
  • Relacionamentos sociais, incluindo o gênero de amigos e as pessoas que ele ou ela decide imitar.

Embora comportamentos específicos de gênero pareçam ser influenciados pela identificação com os membros femininos e masculinos em suas vidas, a sensação de ser um menino ou uma menina (ou seja, identidade de gênero) não pode ser alterada.

Estereótipos de gênero

Com o tempo, a sociedade reconheceu que os estereótipos dos comportamentos feminino e masculino e suas características não são exatos.

No passado, as garotas só podiam fazer coisas femininas, como brincar com bonecas e cozinhar. Enquanto os garotos tinham que ser ativos e demonstrar comportamentos exclusivamente masculinos.

Mas os tempos mudaram, as meninas podem ser destacar nos esportes e nos assuntos tradicionalmente considerados “masculinos”. Enquanto os meninos podem ter um destaque na área das artes e da culinária, espaços que geralmente são dominados por mulheres.

Quando os interesses e habilidades de uma criança são diferentes do que a sociedade espera, ela é frequentemente vítima de discriminação e assédio.

É natural que os pais queiram que seu filho seja aceito socialmente. No entanto, as crianças devem se sentir confortáveis ​​e à vontade consigo mesmas.

Se seu filho não se destaca em esportes ou não está interessado, por exemplo, existem muitas outras oportunidades e áreas nas quais ele pode se sobressair.

Cada criança tem suas próprias qualidades e às vezes elas não correspondem as expectativas da sociedade, mas essas qualidades são e serão a fonte de sua prosperidade.

Por esse motivo, em vez de forçar uma criança a seguir um modelo atual ou tradicional de comportamento de gênero, ajude-a a realizar todo o seu potencial. Não se preocupe excessivamente se os interesses ou qualidades do seu filho coincidem com os papéis definidos pela sociedade do momento.

Sr. Coruja

Junte-se a milhões que nunca param de aprender! Coruja Feed, é o site que traz curiosidade e os artigos mais inspiradores do mundo para que você possa aprender algo novo todos os dias!

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.