O vírus SARS-CoV-2 continua a se espalhar globalmente e o número de casos de COVID-19, continua a aumentar em quase todos os países, a ansiedade relacionada a surtos se intensifica também.

Somente no Brasil, já foram diagnosticados mais de 270 mil casos e mais de 17 mil mortes, referentes ao novo coronavírus.

Em meio a uma pandemia global de coronavírus e com um futuro incerto pela frente, é normal sentir sensações de medo ou angústia.

Psicólogos alertam que o número de pessoas que sofrem de ansiedade também disparou nos últimos meses.

A ansiedade por coronavírus pode se manifestar de maneira diferente, embora existam vários sintomas comuns como; dor de cabeça, insônia, dificuldade em respirar, estresse, tontura e distúrbios digestivos.

É importante observar que a ansiedade é um mecanismo de defesa usado pelo organismo devido à preocupação excessiva com um determinado evento, como o coronavírus.

Isso pode ser superado? Felizmente sim, confira algumas dicas eficazes que ajudam você a lidar com a ansiedade na quarentena:

1. Aceite emoções e sentimentos

A primeira e mais importante dica é aceitar suas emoções e sentimentos, mesmo que sejam negativos. O primeiro passo no caminho da superação deve passar pela aceitação.

Pode ser mais fácil para você se conversar sobre isso com seus entes queridos. Você também pode escrever tudo o que vem à mente em uma folha de papel. O objetivo, em qualquer caso, é expressar o que você tem por dentro.

2. Ocupe o tempo

Mesmo que você não sinta nada, faça o possível para manter a cabeça ocupada. Isso é mais complicado em confinamento total, mas existem milhares de coisas que você pode fazer sem sair de casa.

Como se inscrever em um curso de fotografia online, ler um livro, fazer receitas caseiras exercícios físicos, pintar, desenhar, ver filmes, entre outras atividades.

3. Use telas de maneira correta

Todos sabemos que notícias, mídias sociais ou programas de TV podem ser divertidos por um tempo, mas podem cansar você e talvez até emitir emoções negativas. Por isso, você precisa ter mais cuidado e usar suas telas em doses pequenas e controladas.

Informações falsas e rumores sobre o coronavírus parecem se espalhar nas redes sociais tão rapidamente quanto o próprio vírus. Nada disso ajuda a aliviar o estresse e essas informações realmente aumentam a ansiedade

Escolha os horários de conexão em vez de passar por um fluxo contínuo de informações. Em vez disso, tente conversar com seus amigos e familiares via vídeo, converse com pessoas que lhe dão energia.

Compartilhe mais informações leves e fotos engraçadas.

4. Mantenha contato com amigos e parentes

Estar fisicamente isolado não significa interromper todo contato com o resto do mundo, pelo contrário, você precisa se comunicar com seus entes queridos por meio do WhatsApp, SMS ou Skype, para compartilhar suas dúvidas e medos.

O principal objetivo de manter o contato é manter uma mente positiva e motivar um ao outro para superar a ansiedade.

5. Pratique atividade física

Nesse momento de isolamento em casa, é importante encontrar uma maneira de ativar suas endorfinas para lidar com a ansiedade.

Uma dica é praticar atividade física suave e regular, como por exemplo vinte minutos de caminhada todos os dias pela casa, combinados com atividades físicas mais intensas durante a semana.

Você pode usar a tecnologia ao seu favor, para pesquisar vídeos de exercícios intensos e rápidos em aplicativos ou por meio do Youtube.

6. Pratique a respiração

Respirar é algo que todos fazemos continuamente. Mas você está fazendo certo? A respiração profunda e consciente é essencial para oxigenar o corpo e para que as emoções fluam de maneira correta.

Outras opções são o yoga e meditações que trabalhem a respiração, se você estiver procurando por uma meditação guiada, tente navegar pelo YouTube para encontrar um vídeo que você goste. 

Exemplos de vídeos do YouTube: meditação guiada, meditação para acalmar, meditação para ansiedade.

Caso não ache, tudo o que você precisa para meditar é um espaço silencioso onde você pode sentar-se sem interrupção e deixar sua mente clara, concentrando-se somente em sua respiração.

A prática da respiração é um pequeno tratamento de atenção pessoal que ajuda a acalmar a ansiedade e a agitação mental.

7. Encontre maneiras de ajudar outras pessoas

Todos conhecemos pessoas ou organizações que podem ter dificuldades durante esse período de quarentena. Pense em como você pode ajudar.

Talvez você esteja se oferecendo para fazer comprar aos seus vizinhos ou esteja lançando um evento de angariação de fundos online para uma instituição de caridade local.

Vários grupos de doações foram criados para compartilhar ideias diferentes de iniciativas de solidariedade durante a quarentena, vale a pena fazer parte deles.

Estamos todos no meio de uma situação sem precedentes e que pode parecer desesperadora. Mas cada situação angustiante tende a se resolver em um certo tempo.

Mesmo que seja difícil raciocinar quando a ansiedade nos domina, devemos colocar as coisas em perspectiva. Lembre-se, tudo tem o seu final, e assim é a pandemia.